Desbancando os Mitos Sobre o Tempo de Vida útil das Baterias de Smartphones, Tablets e Notebooks

Desbancando os Mitos de Tempo de Vida útil das Baterias de Smartphones, Tablets e Notebooks

Baterias devem ser cuidadas apropriadamente — elas são uma parte bastante crítica de nossos dispositivos móveis, e a tecnologia empregada nas baterias atuais não tem avançado tão rapidamente quanto outras tecnologias. Infelizmente, ainda há uma grande quantidade de informações incorretas a respeito delas por aí.

Alguns dos maiores mitos vêm de tecnologias mais antigas e são ativamente danosas quando aplicadas em baterias mais atuais, que usam tecnologias mais avançadas. Por exemplo, baterias baseadas em níquel precisavam ser completamente descarregadas, enquanto que, baterias modernas de lítio não devem ser completamente descarregadas.

Faça Descargas Ralas; Evite Frequentes Descargas Por Completo

Smartphone e baterias
(créditos da imagem: mroach via flickr)

 

Antigas baterias NIMH e NICd possuíam um “efeito memória” e tinham que, necessariamente, ser completamente descarregadas de 100% para 0%, para manter a sua capacidade. Dispositivos mais modernos utilizam baterias Íon de Lítio, que trabalham de forma diferente e não possuem o “efeito memória” tão forte quanto às baterias baseadas em Níquel ou Cádmio — sim, recentemente um grupo de pesquisadores descobriu que baterias Íon de lítio não estão livres do desconcertante “efeito memória”, mas demorará muito mais tempo até que seja notada uma perda considerável de capacidade de armazenamento em baterias modernas baseadas na tecnologia Íon de Lítio. Na verdade, descarregar completamente uma bateria Li-íon é muito ruim para a mesma. Você deve tentar realizar descargas rasas — por exemplo, descarregar a bateria para algo como 40-70%, antes de recarregá-la. Tente não deixar a bateria ficar abaixo de 20%, exceto em raras circunstâncias.
Se você descarregasse a sua bateria até 50% da capacidade total, recarregá-la, e depois descarregá-la até 50% novamente, isto iria contar como um único “ciclo” em baterias Li-íon mais modernas. Você não tem que ficar se preocupando em ficar fazendo cargas rasas.

Há apenas um problema que descargas rasas podem causar. Os Notebooks podem ficar um pouco confusos por conta das descargas rasas e podem mostrar a você estimativas errôneas para, quanto tempo à bateria do seu dispositivo ainda irá durar. Os fabricantes de notebooks recomendam que você realize uma descarga completa, uma vez por mês, para ajudar a calibrar o tempo estimado de duração da bateria do dispositivo.

Calor (e frio) Podem Danificar Baterias

carro ao sol
(Créditos da imagem: Benson Kua via Flickr)

 

O calor pode reduzir a capacidade de uma bateria. Isto afeta todos os tipos de dispositivos — até mesmo smartphones elevam suas temperaturas quando executam tarefas mais exigentes — porém notebooks podem se tornar “o mais quente de todos” quando sobrecarregados. A bateria está no notebook, perto dos eletrônicos que se tornam quentes durante o trabalho pesado — isso contribui para o desgaste da bateria.

Se você possui um notebook que você usa plugado na tomada o tempo todo e ele fica muito quente, removendo a bateria pode aumentar a vida útil da mesma, ao limitar a exposição da bateria ao calor do seu notebook. Isso não irá fazer muita diferença no uso normal, porém se você está utilizando um notebook para jogar um monte de jogos mais exigentes e isto estiver aumentando um pouco mais o aquecimento, isto será de muita ajuda. Claro que, isto só se aplica a notebooks com baterias removíveis.

O seu clima pode também ser o culpado. Se onde você mora é muito quente, ou se você armazena o seu aparelho em algum lugar que fica muito quente — exemplo, um carro quente deixado sobre o sol em um dia de verão — a sua bateria irá se desgastar mais rapidamente. Mantenha os seus aparelhos perto da temperatura ambiente e evite armazená-los em locais muito quentes, como carros em dias quentes de verão.

Temperaturas extremamente frias também podem diminuir o tempo de vida útil da sua bateria. Não coloque uma bateria sobressalente dentro de um freezer ou exponha qualquer aparelho com uma bateria a temperaturas similares, se você estiver em uma região com temperaturas mais baixas.

Não Deixe a Bateria em 0% de Carga

nível de carga de uma bateria
(Créditos da Imagem:Reprodução/ Which? Tech daily)

 

Você não deve deixar a bateria em um estado de completa descarga por muito tempo. O ideal é que uma bateria não descarregue durante o uso para zero por cento da capacidade, com uma certa frequência — mas, se isto ocorrer, você deverá recarregá-la tão rapidamente quanto possível. Você não tem que sair correndo em busca de uma tomada quando o seu smartphone morrer, mas não o abandone em sua gaveta e deixe-o lá por semanas sem recarregá-lo. Se você deixar a sua bateria descarregar completamente e guardar o seu aparelho dentro de um armário, a bateria após algum tempo pode se tornar incapaz de segurar até mesmo uma carga, morrendo completamente.

Armazene Baterias com 50% de sua Capacidade

notebook sem a bateria
(Créditos da imagem: William Hook via Flickr)

 

Em sentido contrário, deixar a bateria com a carga máxima (completamente carregada) por um longo período de tempo poderia resultar em uma perda de capacidade e diminuir seu tempo de vida. Como ideal, você terá que guardar a sua bateria com 50% de sua capacidade de carga, se você não for utilizá-la por algum tempo. A Apple recomenda que você deixe a bateria com 50% de carga, se você pretende guardar o aparelho por mais de seis meses. Se estiver utilizando-a regularmente, você não precisa se preocupar sobre este estado — no entanto, você nunca deverá deixar a bateria a 0% por muito tempo.

Abandonar a bateria quando ela estiver completamente descarregada poderia resultar na morte completa da mesma, enquanto guardar a bateria com sua carga máxima poderia resultar na perda de alguma capacidade da bateria e diminuir a vida útil da mesma.

Isto se aplica a ambas as baterias dentro de aparelhos e a baterias sobressalentes que você possa ter largado pelos cantos — mantenha-as em 50%, se você não for utilizá-las por algum tempo.

Deixar o seu Notebook Plugado na Tomada o Tempo Todo não tem Problema, mas…

computador ligado a energia
(Créditos da imagem: William Hook via Flickr)

 

Este parece ser um pouco controverso. Ok, você pode utilizar o computador mesmo quando ele estiver plugado na tomada, porém, você deve se preocupar com a temperatura da bateria. A Apple não concorda, e recomenda não deixar o seus notebooks Macbook Air ou Macbook Pro plugados o tempo todo na tomada.

Finalmente, nós estamos ambos dizendo a mesma coisa. Tudo bem deixar o seu notebook plugado na tomada sobre sua mesa quando você está utilizando-o, porque o notebook não irá “sobrecarregar” a bateria — ele irá parar de carregar quando alcançar a sua capacidade. No entanto, da mesma forma que você não pode guardar a bateria do seu notebook completamente carregado em um armário, você não deveria deixar o seu notebook plugado na tomada por meses a fio com a bateria carregada ao limite (cheia). Permita que a bateria do seu notebook ocasionalmente descarregue um pouco, antes de carregá-la novamente — isto ajudará a manter os elétrons fluindo e resguardará a bateria, para que ela não perca capacidade.

O site Battery University diz que “a pior situação é manter uma bateria totalmente carregada em elevadas temperaturas.” Se o seu notebook produz uma grande quantidade de calor, removê-la (a bateria) pode ser uma boa ideia. Se você possui um notebook mais resfriado — que você deixa, ocasionalmente, descarregar uma quantidade razoável de energia — deixá-lo plugado na tomada (mesmo por dias) não deve ser um problema. Se o seu notebook se torna extremamente quente, você poderá optar por remover a bateria, como mencionamos anteriormente.

As Baterias Sempre irão Perder Capacidade

baterias velhas
(Créditos da imagem: johnSeb via Flickr)

 

Como todos os outros tipos de baterias, baterias Li-íon irão perder capacidade ao longo do tempo, segurando menos e menos carga. A Apple diz que as baterias dos seus notebooks irão alcançar 80% de sua capacidade original depois de mais de 1000 ciclos de descarga completas. Outros fabricantes normalmente avaliam suas baterias de 300 a 500 ciclos.

As baterias podem ainda ser utilizadas depois desse ponto, mas elas irão segurar menos eletricidade e irá energizar os seus aparelhos por períodos cada vez mais curtos de tempo. Eles ainda irão continuar a perder capacidade quanto mais você os utilizá-los. O Calor e o envelhecimento também irão reduzir o tempo de vida delas.

Não importa o que você faça, as baterias dos seus aparelhos irão lentamente continuar a perder capacidade ao longo do tempo. Com os cuidados apropriados, você pode fazê-las segurarem uma longa carga por mais tempo — mas não há como parar. Felizmente, quando a sua bateria morrer, talvez isso aconteça também quando estiver perto de adquirir um aparelho mais moderno.

Créditos da imagem capa: jepoirrier via Flickr
Fontes: Battery UniversityHowtogeekAppleBateriasNatural Materials, phys.org.